Artigo – Robótica educativa em Portugal – estado da arte

O artigo publicado na Revista Científica de ESTUDIOS E INVESTIGACIÓNEN PSICOLOGÍA Y EDUCACIÓN da atoria de João Marques (AE de Figueiró dos Vinhos) e de Vânia Ramos (AE de Sampaio), aborda o  estado da arteEducational robotics in Portugal.

Resumo
A programação e a robótica são duas áreas emergentes nas escolas portuguesas onde existem variados projetos que as mobilizam. Não se procura, na maioria destes projetos, formar futuros programadores, mas antes utilizar o ensino da programação e da robótica como metodologia para desenvolvimento de algumas competências: resolução de problemas, trabalho colaborativo, pensamento computacional, pensamento criativo, entre outras. Nos repositórios académicos existem diversos estudos que apresentam olhares sobre programas e projetos que integram a programação e a robótica em contexto educativo. Importa, pois, realizar uma leitura sistematizada sobre os estudos realizados e publicados e procurar identificar as vantagens e desvantagens da presença da programação e da robótica em contexto educativo

 

 REVISTA DE ESTUDIOS E INVESTIGACIÓNEN PSICOLOGÍA Y EDUCACIÓN 
 
eISSN: 2386-7418, 2017, Vol. Extr., No. 13DOI: https://doi.org/10.17979/reipe.2017.0.13.2738 
Correspondencia: João Marques,  joaojosemarques@gmail.com Selección y peer-review bajo responsabilidad del Comité Organizador del XIV Congreso Internacional Galego-Portugués de Psicopedagogía
Robótica educativa em Portugal

Artigo disponível também em https://www.academia.edu/35537132/Rob%C3%B3tica_educativa_em_Portugal_estado_da_arte

Anúncios

Conferência Scratch 2018

134db4eb38bf011c6d4b45a80c869f32b719c822Este ano a Conferência Scratch, com o título “Next Generation” realiza-se de 26 a 28 de julho noMIT em Cambridge (MA – Estados Unidos da América).

Estima-se que a terceira versão deste software de iniciação à programação seja apresentado este ano, pelo que a conferência terá especial destaque e interesse.

Para mais informações do evento consulte o sítio na Internet: https://scratch.mit.edu/conference

 

Movimento Código Portugal 2017

Entre 4 e 10 de Dezembro de 2017, o Movimento Código Portugal #2 – Código das Estrelas desafia alunos, professores, escolas e comunidades educativas, em todo o país, para uma ação global de familiarização com a programação e o código.
Vamos ajudar o nosso herói, o AstroKid, a reparar o satélite que foi atingido por um meteorito!

A partir do dia 4 de dezembro, seguindo a ligação https://www.codemove.pt/175/desafios, poderão participar neste desafio todas as turmas dos Agrupamentos/Escolas.

Aceda:
– à demonstração http://codingfest.org/demo/#/?_k=okmvt9
– aos cartazes https://goo.gl/6GLpLg
– a mais informações http://codemove.pt

 

Informação retirada da ERTE.

TangIn – Programação Tangível para a inclusão e promoção das STEM

Logo TangInProjeto TangIn | Programação Tangível para a inclusão e promoção das STEM (Ciências, Tecnologias, Engenharia e Matemáticas)

Conceitos e atividades acessíveis de programação tangível irão potenciar o desenvolvimento das capacidades dos alunos do 1.º e 2.º CEB.

O projeto TangIn – Promoção da inclusão e das disciplinas STEM nos currículos escolares através do uso de conceitos e atividades de programação tangível visa promover junto de professores a utilização eficaz de conceitos e ferramentas de programação tangível, favorecendo a adoção de práticas pedagógicas mais atrativas e inclusivas, que reforcem a motivação e o interesse dos alunos. As crianças naturalmente brincam e descobrem com as mãos. A programação tangível torna programação mais acessível para os mais jovens, recorrendo a objetos físicos para tornar as instruções mais diretas e menos abstratas.

Esta abordagem pedagógica funciona como uma alternativa à utilização de interfaces digitais e elementos gráficos, promovendo uma interação de grupo para a resolução dos problemas, inserido num contexto lúdico onde o resultado é palpável e a associação causa-efeito fácil de estabelecer. Assim, ao combinar e estimular o raciocínio crítico, a criatividade e a negociação em grupo através de uma interação manual e simples, a programação tangível é acessível e estimulante para todos (alunos e professores) independentemente das suas origens socioeconómicas, género, aptidões e conhecimentos ou acesso prévio a ferramentas digitais.

O projeto é cofinanciado pelo programa Erasmus+ da União Europeia e reúne organizações e instituições educativas num consórcio composto por parceiros de 4 países diferentes (Portugal, Espanha, Letónia e Bulgária), sendo coordenado pela empresa portuguesa Carreira & Alegre Lda.

Ao longo da execução do projeto pretendem-se atingir os seguintes resultados:

  • Enquadramento pedagógico para estimular o uso de conceitos de programação e a aprendizagem de disciplinas STEM no 1.º e 2.º Ciclo do Ensino Básico;
  • Conjunto de recursos didáticos e diretrizes para os professores;
  • Pacote de formação para professores.

Nos passados dias 9 e 10 de novembro de 2017 realizou-se em Matosinhos na sede da INOVA+ a reunião de arranque deste projeto. Neste encontro procedeu-se à apresentação dos diferentes parceiros e foram analisados e debatidos o plano de ação, as principais tarefas, e a sua implementação de forma a alcançar os resultados esperados.

Investigadores, professores, diretores escolares, estudantes e responsáveis políticos terão um papel importante na implementação do projeto e a sua colaboração será essencial para a respetiva prossecução. O consórcio pretende envolver outras organizações e indivíduos, incluindo escolas, professores, institutos de investigação e universidades.

Se estiver interessado em participar no projeto TangIn ou se quiser obter esclarecimentos adicionais, poderá fazê-lo contactando João Queiroz através do email joao.queiroz@migobot.com. rodape noticia

Continuar a ler

“Iniciação à Programação no 1.º Ciclo do Ensino Básico” – Estudos de Avaliação do projeto-piloto 

A Direção-Geral da Educação acaba de divulgar os Estudos de Avaliação relativos ao primeiro ano do projeto-piloto “Iniciação à Programação no 1.º Ciclo do Ensino Básico”.Os Estudos foram realizados pela Universidade de Évora e poderão ser consultados no documento disponível em http://www.erte.dge.mec.pt/sites/default/files/estudos_avaliacao_ip1ceb.pdf

Informação sobre esta iniciativa em http://www.erte.dge.mec.pt/iniciacao-programacao-no-1o-ciclo-do-ensino-basico

Retirado de “Iniciação à Programação no 1.º Ciclo do Ensino Básico” – Estudos de Avaliação do projeto-piloto | ERTE

Movimento Código Portugal – de 5 a 11 Dezembro de 2016

O Movimento Código Portugal é uma campanha de mobilização nacional de consciencialização para a importância da literacia digital e da computação como fatores de realização individual e coletiva nas sociedades modernas. Esta ação acompanha a Iniciativa Competências Digitais e pretende contribuir para incentivar alunos, professores e restantes atores do sistema educativo a refletir sobre a temática da programação a partir de uma atividade lúdica.

O Movimento Código Portugal terá lugar entre 5 e 11 de dezembro, semana durante a qual escolas, instituições de investigação e de ensino superior, estudantes e público em geral participam em atividades integradas em todo o país. Pretende-se aproximar os jovens, os estudantes, as escolas, as universidades, os politécnicos, as unidades de investigação e a sociedade em geral em torno do universo científico e tecnológico da informática e da computação, das competências associadas ao pensamento e mais concretamente do desenvolvimento de código, que se configura como uma nova literacia para o século XXI.

Trata-se de uma iniciativa promovida pelo Governo, através das áreas da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e da Educação, a Agência Nacional Ciência Viva, a Direção Geral da Educação, a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa e o Instituto Superior Técnico.

Informação adicional disponível em http://erte.dge.mec.pt/sites/default/files/movimento_codigo_portugal.pdf

Página web da iniciativa em http://codemove.pt

 

Retirado de http://erte.dgidc.min-edu.pt/noticias/movimento-codigo-portugal-de-5-11-dezembro-de-2016

A CodeWeek 2016

codeweekEU-logo-600.png

A 4ª Semana Europeia do Código está a chegar. Este ano irá decorrer entre os próximos dias 15 e 23 de outubro. A iniciativa é promovida por diversas entidades europeias, das quais se destaca a Comissão Europeia.

Esta iniciativa visa celebrar a criatividade e desmistificar questões relacionadas com a programação, de forma a dar a conhecer, cativar e trazer mais crianças, jovens e adultos para este “mundo”. Atividades, como a da Semana Europeia do Código, têm sido promovidas por todo o mundo, pois apesar de toda a animação e descontração inerentes a estas ações, estima-se que só na Europa no ano de 2020 existam cerca de 825 mil vagas por preencher na área da computação. Assim, facilmente se compreende que as CodeWeeks não surgiram por “geração espontânea”, mas sim focadas no minimizar de um problema.

Portugal não tem ficado de fora desta iniciativa e à semelhança do resto da Europa tem registado um crescimento no número de participantes e de eventos ocorridos nesta semana. Estes dados demonstram que as instituições e cidadãos estão cada vez mais conscientes da importância que a programação tem no presente e que virá a ter no futuro.

Continuar a ler

%d bloggers like this: