GPS – Global Portuguese Scientists

box_gpsA rede GPS é uma iniciativa da Fundação Francisco Manuel dos Santos, concretizada através de uma colaboração com a Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica – Ciência Viva, a Universidade de Aveiro e a Altice Labs.

Tem como parceiros várias associações de portugueses com qualificações superiores residentes no estrangeiro: a Associação de Pós-Graduados Portugueses na Alemanha (ASPPA), a Association des Diplômés Portugais en France (AGRAFr), a Portuguese American Post-graduate Society (PAPS), a Portuguese Association of Researchers and Students in The UK (PARSUK) e a Native Scientists.

A rede GPS são todos os investigadores que nela se registam e a dinamizam.

Para aceder siga o endereço https://gps.pt/

Anúncios

“Dia da Programação e Robótica”

dpr.pngTerá lugar no dia 22 de outubro, na Escola Secundária Carolina Michaelis, no Porto, o “Dia da Programação e Robótica”, forma escolhida pela Direção-Geral da Educação (DGE) para celebrar a «Code Week 2016» – Semana Europeia da Programação. Trata-se de uma iniciativa da Comissão Europeia que decorre de 15 a 23 de outubro, sendo assinalada por diferentes entidades em toda a Europa.

Este evento tem como objetivo promover o ensino das diferentes linguagens de programação e suas potencialidades para a aprendizagem dos alunos. Pretende, ainda, divulgar junto dos participantes experiências que têm vindo a ser realizadas um pouco por todo o país, através da partilha e disseminação de boas práticas.

O “Dia da Programação e Robótica” destina-se a docentes de todas as áreas e níveis de ensino. A participação neste evento é gratuita mas sujeita a inscrição prévia (limitada ao n.º de lugares disponíveis).

Poderá fazer a inscrição a partir da seguinte ligação:http://questionarios.dge.mec.pt/index.php/669474/lang/pt

Mais informações em: http://www.erte.dge.mec.pt/codeweek-2016

A CodeWeek 2016

codeweekEU-logo-600.png

A 4ª Semana Europeia do Código está a chegar. Este ano irá decorrer entre os próximos dias 15 e 23 de outubro. A iniciativa é promovida por diversas entidades europeias, das quais se destaca a Comissão Europeia.

Esta iniciativa visa celebrar a criatividade e desmistificar questões relacionadas com a programação, de forma a dar a conhecer, cativar e trazer mais crianças, jovens e adultos para este “mundo”. Atividades, como a da Semana Europeia do Código, têm sido promovidas por todo o mundo, pois apesar de toda a animação e descontração inerentes a estas ações, estima-se que só na Europa no ano de 2020 existam cerca de 825 mil vagas por preencher na área da computação. Assim, facilmente se compreende que as CodeWeeks não surgiram por “geração espontânea”, mas sim focadas no minimizar de um problema.

Portugal não tem ficado de fora desta iniciativa e à semelhança do resto da Europa tem registado um crescimento no número de participantes e de eventos ocorridos nesta semana. Estes dados demonstram que as instituições e cidadãos estão cada vez mais conscientes da importância que a programação tem no presente e que virá a ter no futuro.

Continuar a ler

FENPROF identifica problemas que afetam as escolas e os professores e aprova ação para o futuro

fenprof

O Secretário Geral da FENPROF fez declarações aos órgãos de comunicação social, na sequência da reunião do Conselho Nacional da Federação, realizada a 4 de outubro, em Lisboa.

A FENPROF inicia uma campanha de sensibilização, informação, promoção e ação em defesa da valorização profissional dos professores e educadores. Fá-lo aproveitando esta data maior de 5 de outubro que, para além de ser uma data de grande significado histórico para o país e para a Democracia, assinala os 50 anos da aprovação da Recomendação sobre a Situação dos Professores, pela Conferência Intergovernamental Especial realizada em Paris, em 1966, pela OIT e pela UNESCO.

Esta comemoração é assinalada em todo o mundo e a Recomendação tem uma atualidade que justifica que, por todo o planeta, em vários países, seja tomada como base para a exigência de valorização profissional dos docentes.

Continuar a ler

Cerca de 40% dos professores têm 50 anos ou mais

Cerca de 40% dos professores do 3.º ciclo e secundário têm 50 ou mais anos, segundo um levantamento da Direção Geral de Estatísticas da Educação onde os docentes de Português aparecem como sendo os mais velhos.

Toda a otícia em: Cerca de 40% dos professores têm 50 anos ou mais

“Muitos dão aulas há 15 anos mas ficam sem emprego em agosto. Neste ano são 3800”

O Diário de Notícias publicou ontem um artigo onde faz referência à vida dos professores contratados:

Estiveram nas escolas, no ano inteiro, 3782 contratados. Voltaram a ficar sem vínculo neste mês e têm de tornar a lutar por um lugar. Há quem tenha adiado a maternidade até aos 41 anos ou tenha ido viver a 555 km de casa

Todo o artigo em http://www.dn.pt/portugal/interior/muitos-dao-aulas-ha-15-anos-mas-ficam-sem-emprego-em-agosto-neste-ano-sao-3800-5337663.html

TIC@PORTUGAL16

cartaz_thumbnailDecorreu hoje, em diversas cidades do país, o TIC@Portugal’16.

Este evento teve como objetivo refletir sobre as práticas do uso das TIC na Educação. Pretendeu ouvir os educadores e professores que no terreno usam as TIC, através da apresentação do seu trabalho.

O livro de resumos do evento está disponível aqui.

Para mais informações sobre o evento consulte o endereço http://wordpress.educom.pt/TIC-Portugal-16/o-que-e/