Candidatos a professores têm das médias mais baixas

ng6185943

No passado dia 8 deste mês, o jornal Expresso publicou um artigo onde revela que “são cada vez menos os alunos que querem dar aulas. E estes estão longe de ter as notas mais altas. Portugal não é um caso único”.

Esta realidade não é propriamente novidade, no entanto o jornal apresenta eventuais explicações com comparações e dados da OCDE. Vale a pena a leitura e reflexão!

Para aceder ao artigo do Expresso siga o endereço: http://expresso.sapo.pt/sociedade/2017-11-08-Candidatos-a-professores-tem-das-medias-mais-baixas

Anúncios

Há quatro milhões de crianças refugiadas sem acesso a educação

De acordo com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, há quatro milhões de crianças refugiadas sem acesso à educação. Só na Síria há mais de dois milhões de crianças que não vão à escola por causa da guerra.

Toda a notícia em http://visao.sapo.pt/iniciativas/visaosolidaria/2016-09-15-Ha-quatro-milhoes-de-criancas-refugiadas-sem-acesso-a-educacao

A Educação na Era Digital

Apresentação (esclarecedora) do Professor António Figueiredo (da Universidade de Coimbra) na conferência “A Educação na Era Digital: Análise de Boas Práticas” que decorreu na Fundação Calouste Gulbenkian a 21 de julho de 2016.

Seminário Internacional “Sala de Leituras do Futuro”

Terá lugar no dia 2 de julho de 2016, no auditório dos Paços do Concelho de Barcelos, o I Seminário Internacional “Sala de Leituras do Futuro”. Trata-se de uma iniciativa da Escola Básica e Secundária de Vila Cova, da Câmara Municipal de Barcelos e da Universidade do Minho.

Mais informações em http://salaleiturasfuturo.wix.com/2016

O futuro é hoje

A ASUS apresentou recentemente o Zenbo, embora esteja pensado especialmente para uso doméstico, poderá tornar-se numa ferramenta extraordinária em contextos de ensino-aprendizagem ou mesmo em contextos especiais.

Este robot é compatível com sistemas de domótica e, graças ao seu sistema de reconhecimento por voz, pode realizar videochamadas, facilitar o acesso a informação útil na Web assim como efectuar o streaming de conteúdos vídeo

Para já ainda, não é conhecida a data de lançamento para o público, mas sabe-se que será comercializado nos EUA a 599 dólares, cerca de 535€.

 

 

 

 

A Escola do Futuro

2000px-flag_of_finland-svg

O sistema educativo da Finlândia apresenta-se em Portugal, nos dias 14 e 15 de Março, em conferências organizadas em Torres Vedras e Lisboa.

Os eventos, organizados pela Embaixada da Finlândia em colaboração com o Ministério da Educação de Portugal, Câmara Municipal de Torres Vedras e com o apoio do Instituto Ibero-Americano da Finlândia, oferecem uma oportunidade única para ficar a conhecer o sistema educativo da Finlândia e sobretudo sobre a estrutura do novo currículo. O programa anti bullying de KiVa-koulu estará também presente.

Da Finlândia chegam o director do departamento da educação básica e pré-escolar do Conselho Nacional da Educação da Finlândia, Sr. Jorma Kauppinen, a directora da Escola Básica de Rajamäki, Sra. Marjaana Mäkinen e a representante do programa KiVa, a Sra. Christina Salmivalli.

14 de Março, Torres Vedras – Auditório do Edifício Paços do ConcelhoDas 14.30hrs., às 18.30hrs.

15 de Março, Lisboa – Escola Secundária de CamõesDas 14.30hrs., às 18.30hrs.

Entrada livre, porém será necessária uma inscrição prévia

Fonte: A Escola do Futuro – Embaixada da Finlândia, Lisboa : Actualidades

MOOC: A anunciada revolução dos cursos online está a acontecer?

Learning World

Quando surgiram, dizia-se que os MOOC – os cursos gratuitos online – iam revolucionar o ensino, tornando a aprendizagem acessível a toda a gente. Neste programa, reflete-se até que ponto as expetativas foram cumpridas com dois exemplos, um na China e outro no Reino Unido.

Veja a reportagem aqui MOOC: A anunciada revolução dos cursos online está a acontecer?