Rankings Escolares – outras perspectivas

Numa semana que ficou marcada pela publicação dos resultados do PISA partilho uma peça do Learning World (programa da Euronews dedicado à Educação) do ano de 2016 onde é abordada a questão dos rankings escolares.

Nesta peça são apresentados exemplos de Portugal (com a Escola do Cerco e o Colégio do Rosário, ambos no Porto) e da Alemanha.

É evidente que os rankings são importantes, no entanto fazer uma interpretação raza aos mesmos é também a evidência de um Sistema doente. Fica a partilha para reflexão.

Para aceder ao vídeo siga o endereço:

https://pt.euronews.com/embed/338500

 

Projeto Conhecer o Presente – Projetar o Futuro

Projeto “Conhecer o Presente – Projetar o Futuro” da Câmara Municipal e Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres com a coordenação do Ccticua.

Aqui numa das últimas sessões de programação e robótica com Mário Jorge SilvaDavid OliveiraEugénio Silva e a autora da fotografia (e coordenadora) Zé Loureiro.

Com este projeto todos os alunos do 1.º CEB do município tiveram contacto com Programação e a Robótica, procedendo-se ainda à capacitação de todos os professores do 1.º CEB para que possam continuar a desenvolver atividades neste âmbito no futuro.
Este projeto culminará neste ano letivo com a apresentação dos trabalhos realizados a toda a comunidade escolar.

78769815_431193717556555_1946286291565936640_n

Filipe T. Moreira numa sessão de robótica com o robô mBot

Uma boa surpresa com o robô Ozobot Evo – Opinião

“Quem se move nas lides da iniciação à programação e robótica nos primeiros anos de escolaridade, certamente já se cruzou em algum momento, com os robôs Ozobot, fabricados pela norte-americana Evollve. Se está a entrar no mundo da iniciação à programação, então este artigo é para si.”

ozobotevo

Foi publicado, esta semana, mais um artigo de opinião da minha autoria no blogue do Centro da Criança, desta sobre a nova versão do robô Ozobot, o Ozobot Evo. Para aceder ao artigo basta seguir o endereço: Blogue do Centro da Criança

I Encontro Luso-Brasileiro de Educação e Tecnologias

O I Encontro Luso-Brasileiro de Educação e Tecnologias terá lugar no dia 5 de fevereiro de 2019 na Universidade de Aveiro. Este é dirigido a Professores e Investigadores interessados em pesquisas sobre o tema educação e tecnologias, tem como objetivos fomentar a partilha e o diálogo sobre pesquisas/investigações que exploram as relações entre educação e tecnologias, incentivar a interação entre investigadores e estudantes de pós-graduação e o intercâmbio entre centros e grupos de pesquisa e instituições de ensino superior do Brasil e Portugal.

É possível submeter propostas de comunicação até ao dia 12 de janeiro, através da submissão do formulário disponível para download aqui.

A inscrição no encontro é gratuita, mas obrigatória, via formulário online.

Sábado Pedagógico do MEM em Aveiro

No próximo dia 10 de novembro irá realizar-se mais um Sábado Pedagógico, em simultâneo com a segunda sessão do Curso de Análise Evolutiva VI.

Este encontro, à semelhança do anterior, terá dois momentos: a sessão plenária dedicada ao Tempo Curricular Comparticipado, seguida dos relatos de práticas divididos por níveis de ensino. Abaixo, encontram mais informações sobre as temáticas que irão ser abordadas.SP 10 Novembro

Os Sábados Pedagógicos têm lugar no Complexo Pedagógico da Universidade de Aveiro. Para o próximo dia 10 de novembro, estão serão as salas destinadas às diferentes comunicações: 23.3.9, 23.3.10 e 23.3.14.

Programa Doutoral em Multimédia em Educação com candidaturas abertas

 

Está aberta desde segunda-feira, dia 16 e até ao dia 3 de agosto, a 2.ª fase das candidaturas ao Programa Doutoral em Multimédia em Educação.

Toda a informação no edital: https://acesso.ua.pt/upload/editais/e_3953.pdf

O Programa Doutoral em Multimédia em Educação tem como objetivos:

  1. aprofundar e estruturar competências avançadas nos domínios académico e profissional;
  2. desenvolver conhecimentos interdisciplinares, no âmbito das sinergias criadas pelos estudos realizados na Instituição proponente, adequados à análise e intervenção em situações de educação e de formação em que os recursos multimédia sejam potenciados;
  3. favorecer o exercício da investigação pautada por padrões de excelência académica e de inovação, no que diz respeito à sua conceção, gestão e divulgação;
  4. estimular a sistematização contínua e a produção de conhecimentos originais e a sua divulgação, a nível nacional e internacional, em comunidades científicas/académicas com créditos reconhecidos no domínio da multimédia em educação;
  5. promover o contacto e a colaboração com investigadores, nacionais e internacionais, de reconhecida competência no domínio do curso;
  6. estimular o desenvolvimento de competências de aprendizagem ao longo da vida;
  7. promover, em contexto académico e/ou profissional, o progresso tecnológico, social, cultural e educacional.

Internet das Coisas em Educação: uma ferramenta para a aprendizagem de ciências

Artigo “Internet das Coisas em Educação: uma ferramenta para a aprendizagem de ciências” da autoria de Filipe T. Moreira, Mário Vairinhos e Fernando Ramos do DigiMedia do Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro.

Resumo:

Em muitos sistemas educativos, como é o caso de Portugal, o manual escolar tende a manter-se como o principal recurso utilizado nas aulas do Ensino Básico na área das
Ciências. Por outro lado, existe pouca prevalência de trabalho experimental e, por oposição, continua a subsistir um ensino abstrato e enciclopédico, que recorre muitas vezes a dados desatualizados e desenquadrados da realidade do aluno.
Uma possibilidade para o enriquecimento dos ambientes de aprendizagem na área das Ciências é o recurso à Internet das Coisas que poderá potenciar ambientes de “hipersituação” de aprendizagem com dados obtidos em tempo real e contextualizados na realidade do aluno.
Neste artigo apresenta-se uma visão geral sobre a utilização da Internet das Coisas em Educação, destacando potencialidades, desafios e elencando-se alguns dos conteúdos programáticos de Ciências Físicas e Naturais (do 3.º CEB) passíveis de serem abordados com recurso à Internet das Coisas. Por último apresenta-se um dispositivo baseado em tecnologia de Internet das Coisas concebido para ser utilizado em aulas de Ciências Naturais e de Físicas do 3.º ciclo do Ensino Básico Português (níveis 7.º a 9.º).

Para aceder ao artigo completo: https://ieeexplore.ieee.org/document/8399234/

Livro de Posters do II Fórum CIDTFF

O Livro de Posters do II Fórum CIDTFF: “Construindo um compromisso com a Ciência Aberta” já se encontra disponível no Repositório Institucional da Universidade de Aveiro.

Esta edição inclui 42 posters, da autoria de 96 investigadores, organizados em quatro eixos temáticos.

Nesta edição figura na página 24 um poster de que sou coautor: Tangible programming and inclusion-Open science practices within the TangIn project

III Encontro Nacional PIC.TIC: Programação, Inovação e Criatividade no 1.º CEB e Pré-Escolar

pic.tic III.jpgO Centro de Competência TIC da Universidade de Aveiro  em parceria com a ERTE/DGE, organiza o III Encontro Nacional PIC.TIC: Programação, Inovação e Criatividade no 1.º CEB e Pré-Escolar, no dia 16 de junho.

Com este encontro, pretende-se juntar professores, principalmente, do 1.º CEB e Educadores de Infância, interessados em aprofundar conhecimentos nas áreas da criatividade, programação, gamificação, narrativas digitais e animação com as TIC. Pretende-se, igualmente, criar um espaço de partilha e debate que permita aos professores e educadores fazer um intercâmbio de ideias e experiências potenciadoras de novas práticas educativas.

Continuar a ler

Congresso Municipal da Educação Pinhelativo

Congresso Municipal da Educação.jpg

As inscrições podem ser feitas aqui >>>> https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScmoRHLaqA9KXtX2aex8E2feIRN66axXtsVEV4FDW8TX5uiYQ/viewform

Mais informações aqui >>> http://portal.aepinhel.org/index.php/noticias/402-congresso-pinhel-ativo-na-promocao-do-sucesso-educativo